segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Carta a um rapaz de vermelho ou negro... - O vermelho e o negro - Stendhal




Julien,

desde o momento em que vi você lendo no alto do depósito de seu pai, fiquei encantada... Eu sei como é nascer em uma família em que você se sente anormal. Também amo os livros assim como você. A Senhora de Rênal era uma verdadeira dama. Em muitos momentos, quis ser como ela... Em outros, eu quis ser ela... Você não percebia que ela amava você? Tive medo de você se perder nos braços dela. Mas depois você foi a Paris. Meu coração pensou estar a salvo. Mas nesse momento surge Mathilde de La More. Logo ela que tanto te desprezara? Tive raiva... Tive medo... Quis matá-la... Quis morrer... Perdemos cabeça... Mas você disse que a amava, não disse? Agora que você já não está aqui, só posso chorar... Será que valeu a pena? Vou todos os dias te ver, mas você já não está comigo...

Anna

3 comentários:

Gata Autora disse...

Olá! Como vai?
Só uma coisinha: wow. Adorei a descrição dos sentimentos, de verdade. Foi tão... verdadeiro. Sei lá, senti em mim. Adorei! Parabéns.
Beijinhos,
Karol.
http://heykarol.blogspot.com.br/

Taty disse...

Ah que triste, ela esta separada do amado que nem a ama, oh vida, gostei do texto

bjos

Ps. É trecho de livro ou criação sua?

Geração Leitura disse...

Oi,
Adorei essa carta, bem intensa, ao expor os sentimentos de modo tão verdadeiro!
senti como se alguem estivesse falando comigo!!

Abraço.
Adriano G. - GeraçãoLeitura.com
http://geracaoleiturapontocom.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

© 2011 Viagens Esquizofrênicas a Lua, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena