quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

A identidade cultural na pós - modernidade - Stuart Hall



Hoje vivemos em uma época onde ninguém tem certeza de quem é. Os estudiosos estão chamando-a de Pós-modernidade. Época em que as identidades estão fragmentadas, onde os papéis de cada um estão em discussão, em desconstrução. 

"... as velhas identidades, que por tanto tempo estabilizaram o mundo social, estão em declínio, fazendo surgir novas identidades e fragmentando o individuo moderno, até aqui visto como sujeito unificado." (p. 7)

Stuart Hall busca trazer essa discussão para o livro "A identidade cultural na pós-modernidade". O sujeito agora é visto como um construtor de sua própria identidade, aliás o mesmo possui agora diversas identidades que podem inclusive serem contraditórias. 

A leitura me fez pensar em muitas posições minhas. Percebi que a sociedade nunca esteve tão difícil de entender. Eu mesma estou difícil de entender. quem sabe por isso, o clássico sempre encantou-me tanto... Será que foi medo do desconhecido?

Minha edição da Editora DP&A é muito linda. A mesma é pequena, a letra tem um tamanho considerável para leitura. É um livro curtinho, mas que convido a quem interessar a pensar sobre as mudanças que a Pós-modernidade nos está trazendo.

1 comentários:

Jéssica S. S. disse...

A questão da pós-modernidade é sempre algo que aflinge a mim, pois sou estudante de História e a questão de identidade cultural hoje é questionável independente de onde vive e que é sua família. Acredito que a globalização das tecnologias permitem isto, assim como nosso contato e troca de impressões possíveis, algo que não aconteceria se não tivéssemos internet e interesses em comum. A identidade é uma questão tão conflituosa que hoje não sei o que dizer sobre ela.
Gostei muito da sua discussão sobre o tema!
Beijo,
Jéssica, d´O Feminino dos Livros.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

© 2011 Viagens Esquizofrênicas a Lua, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena